Sign Up Form

Transtornos do Espectro Autista - Método Teacch


Avaliação de Desenvolvimento e de Investigação dos Transtornos do Espectro Autista (TEA)
O processo de avaliação é realizado por especialistas na área que primeiramente trabalham com a família no levantamento da história de vida do paciente. Posteriormente, são realizadas as sessões de avaliação com a aplicação dos seguintes instrumentos: versão brasileira do Perfil Psicoeducacional – 3 ediçao (PEP-3) e versão brasileira do CARS (escala de observação do autismo infantil). Finalmente, é elaborado um laudo e entregue aos pais, bem como encaminhado à equipe que eventualmente acompanhe o caso, a fim de que o diagnóstico e o tratamento possam ser discutidos. Esta avaliação é realizada em conjunto com a Dra. Viviane Costa de Leon (ver currículo Lattes).
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?metodo=apresentar&id=K4701319Y4

 

Quais são as indicações para o tratamento dos Transtornos do Espectro Autista de acordo com o Método Teacch?

Os transtornos do espectro autista são marcados por perturbações do desenvolvimento neurológico com 3 características fundamentais:
1- Dificuldade de Comunicação por deficiência no domínio da linguagem e uso de imaginação para lidar com jogos simbólicos.
2- Dificuldade de socialização.
3- Padrão de comportamento restritivo e repetitivo.


Avaliação Diagnóstica dos Transtornos do Espectro Autista a partir do DSM – V
A investigação clínica dos TEA é norteada pela observação da existência de prejuízos significativos em três áreas do desenvolvimento: interação social, comunicação e repertório restrito de interesses e atividades. O diagnóstico contribuirá para a orientação dos pais e do paciente para tratamento especializado. Aborda-se os critérios diagnósticos dos Transtornos dos Transtornos do Espectro Autista a partir do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais – DSM-V.
O Método Teacch preconiza a organização ambiental, o programa estruturado individualizado e a utilização da comunicação alternativa. Os profissionais especializados nessa abordagem  focam o seu empenho para aumentar a autonomia de crianças, adolescentes e adultos com o espectro.
As indicações do Método Teacch para o tratamento são:
– Organização do ambiente como pistas para aumentar a compreensão das tarefas, das áreas lúdicas e de trabalho,
– Utilização de apoios visuais que orientem o que será feito em cada ambiente,
– Programação da rotina, entre outros.
Além disso, o  Método Teacch indica a realização de uma avaliação individualizada, PEP-3 (Perfil Psicoeducacional)  para investigar a idade de desenvolvimento com objetivo de embasar o plano de intervenção a ser utilizado com o paciente e a família.
  Bibliografia:
Leon, V.C. & Osório, L. (2011). Método TEACCH. In S.Schwartzman & C. Araújo (Eds.). Transtornos do Espectro Autista (p. 263-277). São Paulo: MEMNOM

 

Método Teacch
O Método Teacch (Treatment and Education of Autistic and Related Communication Handicapped Children) é um programa de atendimento educacional e clínico com uma prática principalmente psicopedagógica. Esta metodologia prioriza potencializar a vida diária do paciente através de um ambiente estruturado, com estímulos visuais e técnicas de terapia comportamental. A consultoria é destinada tanto a profissionais, estudantes e familiares que necessitam desenvolver habilidades para a prática do Método Teacch com pessoas que apresentam desenvolvimento atípico. A consultoria é adaptada de acordo com as necessidades de quem busca o serviço.

Bibliografia: Zimerman, D. Osório, L.C. (1997). Como trabalhamos com Grupos. In: Lewis, S., Leon, V.C, Grupos com Autistas (pp. 249-267). Porto Alegre: Artmed.

© 2017 Todos os Direitos Reservados a Acurarte - Psicologia, Ensino e Saúde | Design Fabio Freelancer